Descubra como é possível aproveitar sua viagem mesmo com a alta do Dólar

As férias de julho é definitivamente um dos períodos favoritos para passar as férias em Orlando e aproveitar o calor e os seus parques temáticos.

A popularidade é tamanhã que os parques costumam ficar cheios, mas nos últimos dias a imprensa divulgou que os gastos de brasileiros durante viagens ao Exterior estão crescendo em um ritmo reduzido devido à alta do dólar.

Nos últimos vimos que muitos estudantes e famílias brasileiras estão mais ponderados ao gastar durante suas férias no exterior.

Mas será que com a instabilidade do Dólar devemos deixar de gastar e chegar com as mãos abanando ou extrapolar os limites do cartão de crédito?

O que fazer com esse Dólar?

Eu já tive a experiência de viajar com o dólar estava no mesmo patamar de hoje e estou prestes a embarcar de novo, então conheço bem os seus receios.

O primeiro impacto é a vontade de comprar tudo o que vemos pela frente, principalmente com os preços que mesmo em dólar são convidativos. E aí para pagar a conta, meu irmão…

Mas existem formas de unir o útil ao agradável.

Eu sei que é impossível não comprar nada nos Estados Unidos, mas alguns cuidados podemos tomar,  como por exemplo, evitar o cartão de crédito com suas taxas, variação cambial do Dólar e também o IOF.

Você também pode analisar o custo x benefício e comparar o preço em Dólar com o valor em Real de cada produto, pois a diferença pode ser pouca e no Brasil muitas vezes é possível comprar parcelado e com garantia local.

Mas como algumas marcas renomadas vendem seus produtos no Brasil ao custo padrão “Dólar”, comprar nos Estados Unidos pode acabar compensando mais.

É sempre uma questão de comparar o que vale mais a pena para você.

Mas e o resto da viagem?

Embora o Dólar esteja alto, beirando os R$4,00,  ninguém deixou de realizar o seu sonho de visitar a Disney ou viajar para o exterior.

E, por quê? A realização de um sonho é um dos principais motivos, junto com a realização pessoal, mas devido o custo Brasil viajar para Orlando pode acabar saindo mais barato que alguns famosos roteiros brasileiros.

Se você deseja tornar o sonho de conhecer a Disney em realidade, confira nossas dicas:

Começamos na compra das passagens aéreas, pesquisando desde os melhores períodos para você viajar, escolhendo entre os meses de férias (alta temporada) ou meses de menor movimento (baixa temporada) e normalmente mais baratos, companhia aérea, cidades de origem e destino, além do tempo de viagem, fatores que podem influenciar diretamente o custo da passagem.

Tire algum tempo para pesquisar as melhores opções para se hospedar, se vale a pena alugar uma casa ou reservar o hotel, levando em consideração a localização.

Comece a planejar as suas férias, escolhendo quantos e quais parques temáticos deseja visitar, lembrando de intercalar os dias de Disney ou Universal com dias para descansar ou fazer compras… você vai precisar!

E já que falamos de compras, evite comprar de impulso no primeiro lugar que entrar, respire fundo, pesquise em outras lojas e analise o custo x benefício do produto no Brasil e nos Estados Unidos, sem esquecer das taxas ou do peso que fará na sua bagagem.

Agora é só desejar uma BOA VIAGEM!

Quer viajar para Orlando?

Confira estes conteúdos que escolhemos especialmente para você:

Gostou de nossas dicas? Compartilhe e ajude seus amigos!

Comentários

Compartilhe conosco a sua opinião.